Capela do Espírito Santo

A Capela do Espírito Santo tem acesso pela Rua do Espírito Santo, num desvio que se inicia perto do quilómetro 2 da Estrada Municipal 318-1. Terá sido construída, provavelmente, no século XVIII, pois já era referida nas Memórias Paroquias de 1758.

É um templo de linhas sóbrias, mas elegantes, onde a nave contrasta com a volumetria, tratamento de fachadas e vãos da capela-mor e da sacristia entre o exterior e o interior.

Quanto ao cruzeiro, é também marcado por uma grande simplicidade. Tem data de 1886 numa das cartelas molduradas.

O abade Bartolomeu Soares de Lima, que redigiu as respostas ao questionário de 1758 ("Memórias Paroquiais"), mencionava que existiam duas ermidas, do Espírito Santo e de São Roque, ambas localizadas nas imediações da Igreja Paroquial. A primeira ainda existe, toda de cuidada cantaria, com traça sóbria mas elegante, ao gosto da primeira metade de setecentos. O óculo. Refere o manuscrito do abade Bartolomeu que o respectivo altar, "em que está a figura da Trindade", bem assim como o respectivo retábulo, eram já então obra antiga. Recordando a ermida desaparecida, existe ainda uma Rua de São Roque.

Imprimir